26/09
Aves

Vaccinar e COAG promovem palestra sobre o Azomite

Qualidade de Casca de Ovo – Foco em Nutrição Mineral é o tema da palestra ministrada por Paul Massam

 

O renomado cientista, Paul Massam, Ph.D. em Química e Física pela Universidade de Liverpool, ministra, a convite da Vaccinar, no dia 5 de setembro, às 18h30, a palestra Qualidade de Casca de Ovo – Foco em Nutrição Mineral (Ultratraço), no Primus Restaurante Choperia, localizado em Guatapará (SP).

Dirigida aos produtores da região, o evento é organizado pela Vaccinar em parceria com a COAG (Cooperativa Agrícola de Guatapará). Para Juliana Batista, Especialista em Nutrição Animal Vaccinar (Aves), trata-se de oportunidade única de conhecer o produto, seus benefícios e utilização.

Com um currículo extenso, Massam passou por experiências distintas, em diferentes setores da indústria, até se estabelecer em Pueblo, Colorado, EUA, e fundar a Massam LLC. Assim, a empresa tornou-se, a partir de 2006, distribuidora exclusiva do AZOMITE® e outros produtos especiais para o México, América Latina, Caribe e Canadá. O produto é internacionalmente reconhecido como uma fonte orgânica e única de oligoelementos necessários para todas as plantas, animais e espécies aquáticas.

No Brasil, explica o Gerente Comercial, Geraldo Francisco, a Vaccinar é representante exclusiva do Azomite. Reconhecendo a sua importância, a Companhia, além de revendê-lo, utiliza-o na formulação de alguns dos seus produtos. Ainda segundo o gestor, no caso específico da avicultura de postura, o produto deve ser usado por promover grande melhoria na qualidade de casca, reduzir consideravelmente a quantidade de ovos trincados e quebrados, melhorar a qualidade interna do ovo e aumentar a sua durabilidade (tempo de prateleira).

A isso, Julio Pinto, Diretor de Negócios Nutrição Vaccinar, complementa que, em função da crescente tendência do mercado consumidor preferir alimentos produzidos de forma mais natural, o Azomite, aditivo antiaglutinante, único, natural, estável, certificado para produção orgânica pelo Organic Materials Review Institute (OMRI) e reconhecido como seguro pela Food and Drug Administration (FDA), uma agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, o produto reveste-se de importância por sua segurança e aplicações.

Sintetizando, Juliana relaciona uma série de motivos pelos quais o técnico ou produtor devem utilizar o produto: trata-se de aditivo único, natural e seguro, certificado para produções orgânicas; sua eficiência é comprovada na melhoria do desempenho animal; trata-se de suplementação de elementos ultramicro minerais, com 70 minerais ultratraços na sua composição; é eficiente adsorvente de micotoxinas; atua na melhoria do processo de peletização: melhoria na produtividade e redução dos custos de produção; possui a propriedade de melhorar a qualidade do pelete com redução dos finos; é agente antiaglutinante, além de apresentar maior resistência à água em relação a outros produtos.

Fonte: Assessora de Imprensa