29/10
Suínos

Suinocultura: Alto peso de abate é tema de palestra da Vaccinar na PorkExpo 2018

Conteúdo foi ministrado pelo Diretor de Nutrição da Vaccinar, Julio Pinto, durante o IX Congresso Internacional de Suinocultura

O alto peso do abate dos suínos é visto como uma tendência mundial a qual o produtor deve se atentar. Trabalhando nesta temática, a Vaccinar esteve presente na Pork Expo 2018 e no IX Congresso Internacional de Suinocultura, que aconteceu entre os dias 26 a 27 de setembro, em Foz do Iguaçu (PR), e apresentou, por meio do seu Diretor de Negócios e Nutrição, Julio Henrique Emrich Pinto, a palestra “Alto Peso de Abate – Uma Tendência mundial”.

A apresentação aconteceu no segundo dia do evento promoveu um debate alinhado à temática do evento que foi “Carne do Futuro”. De acordo com o gestor, o alto peso de abate reflete uma tendência mundial, aspecto para o qual o produtor deve se atentar a fim de conciliar o alto peso do animal com a qualidade do produto final, mediante a adoção de técnicas que assegurem melhores resultados.

Entre os benefícios, o diretor explica que a elevação no peso de abate pode proporcionar redução de custos de produção, aumento da eficiência do processo produtivo, diversificação de cortes da carcaça, além da fabricação de produtos especiais e diferenciados. Assimilando essa mudança ao manejo, à nutrição, sanidade, genética e ambiência, a carne, segundo Pinto, ainda mais saborosa.

A partir da adoção de técnicas de produção eficientes, o diretor aponta que é possível alavancar ainda mais o consumo no Brasil, que ainda possui muito espaço para isso. Outro ponto é o aumento da competitividade do produto não apenas no mercado nacional, mas também no contexto internacional.

“Assim, estaremos melhorando o retorno financeiro dos produtores, com maior produção de carne de qualidade por matriz/ano, ao mesmo tempo em que os frigoríficos, a partir do mesmo número de animais abatidos, aumentarão o rendimento de cortes nobres e estarão aptos a atender diferentes mercados”, enfatiza Pinto.

Nesse contexto, o diretor considera que o setor de produção de proteína animal, aberto às mudanças, permite que a Vaccinar se destaque com soluções inovadoras em produtos, programas nutricionais e serviços.

O gerente Regional de Vendas, Herbert Corrêa de Oliveira, salienta que o segmento é de suma importância para a empresa, que tem investido em tecnologias de ponta, para maximizar sua participação nesse mercado tão promissor.

Segundo o gestor, a carne suína também é fundamental para o contexto nacional, com exportação anual de 700 mil toneladas e faturamento de $ 1.7 milhões. “Já no contexto internacional, é a carne mais consumida mundialmente”, finaliza.

_____

Para informações e artigos sobre Nutrição e Saúde Animal, acesse: www.nutricaoesaudeanimal.com.br